Como aplicar o conhecimento numa organização?

Quando se pensa no sucesso e na performance exemplar de grandes empresas, cada vez mais nos apercebemos que os recursos humanos são essenciais para o seu sucesso, bem como a cultura empresarial. Nisto insere-se o conhecimento.

Hoje em dia, já não basta ter só melhores recursos físicos. Porquê? Porque o conhecimento que cada pessoa traz para a empresa e o que a empresa faz para o aproveitar é cada vez mais essencial.

O que é conhecimento?

Antes de nos debruçarmos mais sobre este assunto, é importante definir o que é conhecimento. Este é um recurso intangível que “evolui” da informação que cada pessoa tem disponível em seu redor.

Depois de interpretada, cada pessoa consegue dar um contexto e usar as suas próprias experiências para obter um significado mais profundo sobre esses dados ou informações.

Como é visível desde logo pela definição, trata-se de um conceito bastante abstrato e de difícil análise dentro de uma empresa. Contudo, o conhecimento é, talvez, um dos mais importantes fatores para o sucesso das organizações.

A aprendizagem numa empresa baseia-se em tentar “extrair” informação dos seus colaboradores e tentar armazená-la para uso futuro, mesmo quando esses trabalhadores abandonam.

Conhecimento, informação, colaboração empresarial

A troca de conhecimento entre colegas de trabalho pode beneficiar a empresa

Como retirar benefícios do conhecimento individual?

Como já foi referido, o conceito  é bastante complicado de conceber, o que torna difícil para as empresas delinear uma estratégia para tirar o melhor proveito do capital humano ao seu dispor.

Para além disso, é difícil medir os benefícios que a recolha e aplicação do conhecimento trazem à empresa. Daí a razão para este tema não ser normalmente abordado no campo da gestão (pelo menos em Portugal).

Contudo, a bibliografia sobre este tema além-fronteiras é extensa, de onde se destaca o papel da cultura empresarial – criando um ambiente mais aberto e de comunicação, o conhecimento pode ser mais facilmente partilhado e integrado nos processos do dia-a-dia.

Esta comunicação mais pessoal ajuda a transferir e a aplicar este recurso intangível. De realçar que a informação e o conhecimento por si só não garantem vantagens para a empresa – a sua aplicação é que irá criar valor.

Quão importante é o conhecimento para uma empresa?

A importância desta variável surge quando este é aplicada na empresa. Num mundo cada vez mais dominado pelas inovações tecnológicas, especialmente em termos de “inteligência artificial”, é importante lembrar que as pessoas ainda podem ser os recursos mais valiosos no meio de trabalho.

Os sistemas de informação servem para facilitar os processos e para armazenar dados e informações, mas o conhecimento surge da experiência humana e, para já, isso é algo que só nós, seres humanos, podemos trazer a uma organização.

Apesar de tudo, as empresas ainda têm dificuldade em perceber como gerir o conhecimento – se de uma forma centralizada, através de pessoas somente responsáveis por essa área, ou se de forma descentralizada, onde cada pessoa tem de ter consciência da importância do conhecimento e usá-lo na tomada de decisões.

É por isso que as entidades devem investir em ações de formação contínua, para aumentar o conhecimento dos seus trabalhadores que, por sua vez, irão disseminá-lo pela empresa e tentar codificá-lo para que fique acessível a todos os colaboradores.

Conhecimento, informação, colaboração

A colaboração é um fator cada vez mais diferenciador dos recursos humanos de uma empresa

Porque é que não ouvimos falar mais sobre “gestão de conhecimento”?

Ao longo deste artigo, foi possível perceber a importância do conhecimento e da sua gestão no contexto empresarial. Contudo, chega a altura de nos questionarmos sobre a sua relevância no contexto português.

Este é um tema pouco abordado por cá – eu próprio só tomei conhecimento deste tema quando fui para a Finlândia em Erasmus e descobri que há todo um conjunto de cadeiras ligadas a este tema, desde “Basics of Information and Knowledge Management” até “Data and Information Management”.

Foi aí que surgiu a ideia deste artigo e pus-me a pesquisar qual o estado desta disciplina em Portugal. Dessa pesquisa, dos resultados mais relevantes surgiram algumas curiosidades, relativas ao ano de 2015:

O que esperar no futuro?

Com este artigo, temos a ambição de tentar partilhar este tema com mais pessoas para que a sua importância não seja esquecida.

Mesmo que muitas vezes seja difícil avaliar os benefícios de uma boa estratégia de gestão de conhecimento, é sempre importante ter em atenção que os colaboradores são um ativo imprescindível para qualquer empresa.

E o que é que este ativo tem que o distingue dos outros? São as pessoas que criam valor e ao incorporarem o seu conhecimento em produtos, serviços ou tomadas de decisão é a empresa que sai a ganhar.

 

———————————————————————————————————————————————–

Interessado em mais artigos?

Soft Skills: A chave para o sucesso

2018-11-16T19:51:13+05:30 By |Artigo UPrise|

Leave A Comment