Soft Skills: A chave para o sucesso

O que são as soft skills?

Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo. Foi assim que Warren Bennis e Burt Nanus caracterizaram “a nova normalidade” do mundo, nas suas teorias da liderança. Tal como diria Bauman, “a única coisa que podemos ter certeza é da incerteza da vida”.

A verdade é que um novo paradigma chegou para ficar. Se no passado o conhecimento teórico e as capacidades técnicas eram as grandes metas a atingir, na atualidade, a sua importância é cada vez mais relativizada. Conhecer por dentro a teoria da área profissional em que nos movimentamos continua a ser relevante. Porém, a realidade é que estas hard skills foram substituídas por um novo conceito: as soft skills.

Nas palavras de Paula Rodrigues, consultora na Câmara Municipal do Porto e consultora de carreira, as soft skills “sempre foram importantes, mas no mundo atual são mais e no futuro, a tendência é para que esta realidade se acentue”.

soft skills

E a que se deve toda esta importância? Numa realidade laboral cada vez mais dominada por novos mecanismos, como a inteligência artificial, Paula Rodrigues acredita que “tudo o que nos puder diferenciar das máquinas, e tudo o que seja inerente ao ser humano, é determinante”.

A verdade é que o mundo profissional privilegia trabalhadores que apresentem determinada personalidade e um certo quadro comportamental. E são estes traços que compõem o conceito de soft skills. Estas aptidões devem ser treinadas e desenvolvidas porque podem aplicar-se, não só ao mundo laboral, como a quaisquer outros aspetos da vida.

A pensar no futuro, mostramos-te as dez soft skills que deves desenvolver, até 2020:

 

Capacidade de resolução de problemas complexos

Vivemos num mundo de inovação incessante e, para cumprir os requisitos deste ritmo, é indispensável o treino desta skill de resposta perante dificuldades. O quotidiano no mundo do trabalho faz-se de desafios constantes e a capacidade de resiliência para contornar e solucionar qualquer tipo de problemas é fundamental para o nosso crescimento e contributo, em qualquer tarefa

resolução de problemas complexos

a desempenhar. Num sentido lato, pode dizer-se que esta apetência requer um conjunto de outras soft skills que serão abordadas de seguida, como a criatividade ou o pensamento crítico.

 

Pensamento crítico

Esta soft-skill é crucial em todas as fases de produção de determinado trabalho. Ter interesse em questionar de modo analítico e crítico os métodos utilizados e os resultados, em cada etapa do processo, para identificar os pontos fortes e fracos de determinado produto ou serviço, é condição essencial ao aperfeiçoamento do mesmo. Um profissional que saiba refletir sobre o seu trabalho e o ambiente em que se movimenta será sempre um trabalhador mais autónomo na busca de novas soluções.

 

Criatividadecriatividade

Saber pensar “fora da caixa” é essencial. O mundo moderno alimenta-se da interdisciplinaridade. Ter profissionais aptos a desenhar novos caminhos e a arriscar, ao interligarem novas áreas, potencia os resultados finais e expande as possibilidades em qualquer profissão. Hoje em dia, nas organizações, ser melhor que a concorrência já não é suficiente. Marcar a diferença é decisivo, pelo que a diferenciação enquanto profissionais tornará altamente concorrencial qualquer resultado, enquanto criadores.

 

Gestão de Pessoas

A importância de saber coordenar os ânimos, os comportamentos e as relações estabelecidas entre profissionais é um fator essencial em qualquer trabalho. Manter uma equipa motivada e saber encetar uma comunicação eficaz e eficiente são dois exercícios básicos que otimizam a elaboração de tarefas. Claro que isto só é possível se desenvolvermos as nossas capacidades de gestão de recursos humanos e procurarmos prestar atenção aos profissionais que nos rodeiam, de modo a conhecer a equipa.

 

Trabalho em equipatrabalho em equipa

Contribuir de modo colaborativo é uma qualidade cada vez mais apreciada no mercado de trabalho. Adquirir uma visão sobre o nosso papel individual e a função que podemos prestar, quando inseridos num grupo, faz parte do autoconhecimento que devemos procurar desenvolver. Como diria Gestalt, “a soma é maior que as partes” e o trabalho em equipa, quando bem gerido, otimiza as qualidades de cada membro. Cooperação é uma soft skill da qual não deves prescindir no caminho para o sucesso!

 

Inteligência Emocional

Segundo Daniel Goleman, o “pai” da inteligência emocional, este conceito da psicologia refere-se à capacidade de reconhecer os nossos sentimentos e os dos outros, ter a habilidade de os gerir e utilizá-los para efeitos de motivação. Esta soft skill de controlo emocional é determinante na qualidade de um profissional. Para Goleman, em negócios que envolvam relações interpessoais, é crucial ter líderes com uma elevada inteligência emocional.

Não acreditas? Baseando-se num estudo da TalentSmart, Travis Bradberry, autor do best-seller “Inteligência Emocional 2.0”, afirma:

“Descobrimos que 90% das pessoas com maiores níveis de desempenho também têm elevados níveis de inteligência emocional. Por outro lado, apenas 20% daqueles que têm um nível mas baixo de desempenho, são altamente inteligentes no que toca às emoções. É possível que chegue ao topo sem ser emocionalmente inteligente, mas as probabilidades são escassas”.

 

Capacidade de tomar decisõescapacidade de tomar decisões

Uma capacidade de ponderação bem treinada é essencial a um profissional. Para desenvolver decisões estratégicas são necessárias outras soft skills aqui referidas , como o pensamento crítico, a autonomia e a criatividade. A capacidade de tomar boas decisões é a consumação destas caraterísticas.

 

Orientação para Servir

Ter vocação para servir o cliente, quer seja externo ou interno, é uma capacidade que deve ser implementada e desenvolvida. No contexto organizacional, são os clientes a seiva que mantêm viva uma empresa.  Ter a capacidade de enfatizar uma proposta, baseada em valores de serviço ao cliente, é fundamental para a sobrevivência de qualquer organismo.

 

Negociação

negociação

Saber negociar dentro da própria empresa ou com os clientes é uma condição indispensável para cumprir objetivos. Desenvolver a soft skill de negociação traduz-se na capacidade de estabelecer diálogos e procurar a resolução de conflitos. Uma boa argumentação é indispensável para ser um bom negociador.

 

Flexibilidade Cognitiva

Quando se fala em flexibilidade surge quase que instintivamente a imagem mental de um ginasta que com facilidade consegue esticar toda a sua estrutura muscular, sem se lesionar.

No que toca a flexibilidade cognitiva, esta elasticidade aplica-se ao cérebro. Ao modo como pensamos e reagimos perante as mais variadas situações. É uma soft skill intimamente conectada à resolução de problemas.

Mental Shifting” é a componente mais vincada da flexibilidade cognitiva. Ter capacidade de passar por um processo de mudança e adaptarmo-nos às novas circunstâncias é essencial num mundo laboral tão volátil como o da atualidade. Alguém que tenha esta soft skill bem treinada é mais tolerante aos erros (naturais e intrínsecos em cada percurso) e tem uma mente melhor preparada para (re)pensar soluções.

 

Como desenvolver estas soft skills?

Segundo Paula Rodrigues, “o ensino ainda é muito tradicional” para que haja um pleno desenvolvimento destas competências, em contexto de sala de aula.

No entanto, desenvolver soft skills é um trabalho que tu próprio podes começar a colocar em prática! Tentar fazer uma melhor gestão das emoções (o stress, especialmente), ou uma organização de tempo mais eficaz são passos muito importantes.

Existe uma série de websites que podem esclarecer melhor o caminho a tomar dentro desta área, como o BG Desenvolvimento Comportamental. Se quiseres ler mais intensivamente sobre o assunto, “A Nova Inteligência” de Daniel H. Pink e “What Color is your parachute?” de Richard Nelson Bolles, são livros que não podes perder!

 

Já falamos anteriormente sobre gestão de tempo, nomeadamente no contexto universitário. Se quiseres informar-te mais sobre o tema, clica no link que se encontra em baixo!

 

Aprende mais sobre como gerir o tempo na faculdade

 

2018-11-13T02:18:50+05:30 By |Artigo UPrise|

Leave A Comment